Fazendo com meu filho tudo o que o pai dele fazia comigo

Quando abri o portão da garagem de minha casa, fiquei muito contente ao ver o jipe cherokee de meu filho na garagem. Eu tinha ido ao shopping mais cedo neste sábado, pois sabia que meu filho Bruno viria passar o final de semana comigo. Meu filho Bruno de vinte anos tinha vindo da faculdade para casa para passar o verão comigo e eu mal acreditar nas mudanças que tido ocorrido nele no ano passado. Nunca pude entender porque ele quis estudar distante e afastado de nossa casa Coloquei as compras em cima da mesa e logo corri para o quarto de Bruno. Pensei em não acorda-lo, mas estava com muita saudade. Bati na porta do quarto dele, FILHO, VOCE JÁ ESTA ACORDADO? Como não obtive resposta, abri lentamente a porta e vi a sua cama estava vazia. Lembrei-me então que uma das coisas que meu filho mais sentia falta em sua nova casa, era a falta de uma piscina e que quando ele viesse para cá certamente iria ficar dentro da piscina o tempo todo. Como moramos em uma propriedade quase rural, um condomínio afastado da cidade, meu marido escolhera esta casa, principalmente pelos muros, altos, que

proporcionavam a nos, uma das coisas que mais gostávamos, fazer sexo na piscina sob o luar. Depois de sair do quarto do meu filho, fui até o meu, para colocar uma roupa mais à vontade, foi quando eu ouvi o barulho de um mergulho na piscina, olhei pela janela e confesso que fiquei um pouco ofegante ao perceber que meu filho estava nadando totalmente nu, não resisti e me aproximei da janela, e comecei a olhar mais de perto aquele homem que tinha se tornado meu filho. Ele tinha um corpo bronzeado e musculoso agora, e não era mais o menino magro que tinha saído de casa para estudar ele era agora um homem e tanto.Eu e meu marido sempre tivemos uma vida sexual muita ativa, e por onde que eu passe nesta casa,não há um lugar onde eu e meu marido não tínhamos transando . E eu acredito que por isso fiquei assim, olhando desta forma para o meu filho, pois afinal, há dois anos, desde que meu marido começara a viajar duas vezes por mês por uma semana, eu jamais tive nenhum contato com nenhum outro

homem, e como era natural, eu notava que nos últimos meses, eu sentia-me excitada a todo o momento, mas me satisfazia apenas através da masturbação . Com todos estes pensamentos, olhei para baixo, e notei que os bicos dos meus seios estavam duros, me virei assustada para os espelho, e percebi que apesar do sutiã, dava para perceber o bico do meu seio duro. Olhando para o espelho disse para mim mesma, MINHA NOSSA CARLA ELE É O SEU FILHO! Após ter dito isso para mim mesma cai numa gargalhada, alta até, mas que fora abafada pelo som da piscina, voltei a olhar para o meu filho pela janela do meu quarto, vi que quando ele se retirou da piscina para sentar na borda, notei que apesar de mole, o pau do meu filho não era pequeno, era dotado como meu marido. Ao comparar o pau do meu filho com o do meu marido, notei que minha buceta começa a queimar. E por um momento fiquei

imaginando como seria o gosto do pau do meu filho em minha boca. Com todos estes pensamentos eu voltei a olhar para o espelho, e abri a minha blusa e meu sutiã e fiquei passando o dedo nos bicos mais que duros dos meus seios, minha mente estava de certa forma bêbada com as imagens eróticas que tive em meus pensamentos. Casei virgem de bucetinha porque antes houve um homem maravilhoso que me fazia gozar tremendamente me chupando muito e penetrando em todos meus buraquinhos menos na xotinha, como já disse . Este homem foi quem me apresentou ao homem que se tornaria o meu amado maridinho e durante um certo tempo ele me sodomizava aqui nesta mesma piscina! A COISA ACABOU QUANDO ELE MORREU NUM ACIDENTE AEREO…. Vou deixar pró final o resto desta estória. Será uma surpresa!!Pensando em tudo aquilo, fui retirando a minha roupa, e fiquei totalmente pelada diante do espelho e dei por mim, que apesar da idade, eu ainda era uma mulher agradável . Meus seios era fartos, e me lembrei de como meu marido gosta quando eu colocava o pau dele no meio dos meus seios. Agora nua, eu voltei à

janela, e olhei meu filho novamente, só que agora, meu filho estava tomando sol na cadeira a beira da piscina, e notei que o pau do meu filho não estava ereto, mas. Mesmo não estando fiquei em duvida se ele era realmente do tamanho do pai, ou se era maior. Novamente eu senti uma queimação em minha buceta, e raciocinei e disse para mim mesma diante do espelho, SE ELE PODE NADAR PELADO, QUE MAL HÁ SE EU NADASSE PELADA TAMBEM. Afinal o dia estava quente, mas mais quente estava minha cabeça com todos aqueles pensamentos. Coloquei uma bermuda sem calcinha e uma camiseta regata que realçava ainda mais os meus seios . Cheguei perto da piscina e meu filho estava com os olhos fechados e totalmente pelado. OI FILHO, ESTA AGRADAVEL A PISCINA? OH MERDA,

respondeu ele, e já saiu correndo para dentro da piscina. Quando ele veio para a borda, eu logo notei que seus olhos foram direto para os meus seios. MÃE, EU NÃO SABIA QUE VOC ESTAVA EM CASA, POR ISSO EU RESOLVI NADAR NU. NÃO FILHO EU REALMENTE NÃO ESTAVA EM CASA, MAS FIQUE A VONTADE, AFINAL EU E SEU PAI, SEMPRE NADAMOS NUS AQUI. Disse a ele, e para minha surpresa ele respondeu, É VERDADE MÃE, EU ME LEMBRO DISTO. Sem perceber no que tinha tido, meu filho ficou totalmente envergonhado, afinal, ele acabara de confessar que me espiava junto com meu marido, enquanto estávamos na piscina. Tentando não perder a oportunidade de falar de sexo com meu filho continuei a indaga-lo. ENTAO QUER DIZER QUE VOCE VIA EU E SEU PAI NADANDO NUS? SIM VIA. Respondeu ele ainda envergonhado. Eu estava percebendo que havia um clima de excitação no ar, afinal, eu estava muito excitada, desde que o vi pelado, e estava agora mais excitada ainda, com aquela conversa e eu continuei a indagar sobre o que ele viu. ENTAO QUER DIZER QUE VOCE ASSITIU A BOAS

AULAS DE SEXO, ESTOU CERTA? SIM, confessou ele agora um pouco mais relaxado. ENTAO, VOCE NOS ACHAVA LOUCOS? NÃO DE FORMA ALGUMA, AFINAL, VOCES SE AMAM, CASADOS E MERECEM SER FELIZES MESMO, EU APENAS FICO ENVERGONHADO EM DIZER QUE EU OS VIA. Percebi que o papo estava ficando cada vez mais quente. CERTAMENTE NÃO HAVIA MAL ALGUM NAQUILO QUE FAZIAMOS, E TAMBEM ACHO QUE NÃO HÁ MAL ALGUM E VOCE NOS VER AFINAL, TENHO CERTEZA DE QUE VOCE NÃO FOI O PRIMEIRO FILHO A VER OS PAIS TRANSANDO, MAS ME MATE UMA CURIOSIDADE, VOCE FICAVA EXCITADO AO NOS VER TRANSANDO? O silencio invadiu toda a propriedade, e dava para ouvir pássaros cantando ao longe, notei que eu tinha deixado ele totalmente envergonhado em se ter respostas. Tentando quebrar o clima, tirei minha camiseta e minha bermuda, pude ver claramente nos olhos de meu filho que ele estava totalmente embriagado com a visão do meu corpo. INCOMODA-SE DE EU NADAR ASSIM MEU FILHO? DE FORMA

ALGUMA MÃE. NOSSA FILHO, MAS PARECE QUE A VISAO DO MEU CORPO TE DEIXOU TRISTE, EU TE ASSUSTEI TANTO ASSIM? NÃO MÃE PELO CONTRÁRIO, O CORPO DA SENHORA É MAGNIFICO. Disse ele, tentando retribuir o elogio vi ali a minha chance de criar alguma situação. FILHO É IMPRESSAO MINHA OU VOCE FICOU EXCITADO ME VENDO? BEM NA VERDADE, EU FIQUEI MUITO EXCITADO. Responde ele, agora mais descontraído, mas não menos excitado. Aproximei-me dele e ficamos um pouco perto, encostados na beira da piscina, então comecei a perguntar mais, DIGA FILHO, QUANDO NOS VIA, TINHA ALGO, QUE VOCÊ SEMPRE GOSTAVA DE VER OU NÃO? CLARO MÃE. E VOCÊ PODE ME DIZER O QUE É MEU FILHO? Neste momento o embaraço dele voltou e percebi que ele tinha ficado envergonhado novamente, mas não o seu pau, pois estava duro ainda. DIGA FILHO. BEM, QUANDO A SENHORA, BEM, NÃO SEI COMO DIZER ISSO, MAS QUANDO A SENHORA CHUPAVA O PAU DO PAI, EU ACHAVA MAIS EXCITANTE. Disse meu filho ainda encabulado. E DE ONDE VOCÊ ESTAVA VOCÊ CONSEGUIA VER QUANDO ELE GOZAVA EM MINHA CARA? Era fora a pergunta que iria separar o degrau de mãe e filho. SIM! E VOCÊ GOSTAVA? SIM. Bem agora era a hora de eu ir mais além.

DIGA FILHO, AS SUAS NAMORADAS FAZEM ISSO? NÃO MÃE, ELAS NÃO DEIXAM EU GOZAR EM SEUS ROSTOS E MUITO MENOS EM SUAS BOCAS. Neste momento me aproximei dele e senti que ele estava nervoso, com o pau totalmente ereto. DIGA FILHO, QUANDO VOCÊ NOS ESPIAVA AQUI NA PISCINA, VOCÊ PENSAVA EM ESTAR NO LUGAR DO SEU PAI? Ele ficou calado. DIGA FILHO, VOCÊ SE IMAGINAVA NO LUGAR DELE? Insisti. CLARO, MÃE, CLARO, QUAL HOMEM NÃO GOSTARIA DE RECEBER AQUELAS CHUPETAS MARAVILHOSAS? QUAL HOMEM NÃO GOSTARIA DE RECEBER UMA CHUPETA DA SENHORA, FICAVA PENSANDO SIM E MUITO. Dizendo isso ele abaixou a cabeça totalmente envergonhado, e eu não sei porque fiquei ainda mais excitada e disse, ENTÃO, VOU MATAR A SUA CURIOSIDADE. COMO? Perguntou ele assustado. Cheguei próximo a ele, me coloquei de joelhos comecei a passar as mãos em suas coxas e a massagear as suas bolas, até que peguei no pau dele e comecei a punheta-lo de leve, ele me olhava não acreditando no que estava acontecendo ele parecia estar dentro de um sonho. Aproximei-me dele, e beijei, beijei aquela cabeçorra , como se estivesse

beijando uma boca, e comecei a chupar aquele pau quente e duro, sentia aquele pau quente e duro dentro de minha boca, passeava minha língua por toda a extensão daquele pau, até chegar às bolas, chupava as bolas e voltava a engolir todo aquele pau. Meu filho não acreditava, apenas gemia e gemia cada vez mais e mais. Eu chupava aquele pau, e fui aumentando o meu ritmo mais e mais, até que comecei a ouvir os gritos do meu filho, MÃE, EU VOU GOZAR, MÃE, EU VOU GOZAR! Senti suas pernas começarem a tremer, e fui engolindo mais e mais aquele pau, até que senti, até que senti todo o esperma do meu filho, invadir a minha garganta, como foi gostoso sentir aquela porra quente, queimando minha garganta . Era demais, continuei a chupar e a chupar, e meu filho gritava, gritava cada vez mais e mais. Ainda melado de porra, passei o pau do meu filho em meus seios e em meu rosto, ERA ASSIM QUE O SEU PAI ME DEIXAVA? ERA ASSIM QUE SEU PAI M LABUZAVA? Ele nada podia dizer, ele ainda estava em êxtase, e o seu pau começa a murchar . Eu precisava limpar meu rosto. Notei novamente que o pau dele estava duro outra vez, parecia que estava maior agora. PEGUE UMA TOALHA PARA MIM FILHO. Ele veio me entregar, ao pegar a toalha fui logo a estendendo no chão a beira da piscina me deitei, AGORA, VOCÊ SE LEMBRAVA COMO O SEU PAI ME FODIA GOSTOSO? SERÁ QUE VOCÊ CONSEGUE ME FODER IGUAL A ELE? Ele deu um sorriso e veio deitar em cima de mim, pegou o seu pau, e foi enfiando em minha quente e molhada buceta, era demais para mim, depois de tanto tempo estava sentindo um pau duro novamente me invadir era muito gosto, era muito prazeroso. SUA BUCETA É APERTADA MÃE, SUA BUCETA É GOSTOSA DEMAIS, MÃE. E era, era gostoso ser fodida, o pau dele entrava e saia com força, igualzinho ao pai dele fazia, eu estava a gozar, e ele metia mais e mais forte. Gozei. Gozei, senti que algo de mágico havia acontecido ali, ele percebeu e parou, demorei alguns minutos para recuperar o fôlego, foi demais. Percebendo que eu estava em êxtase, ele começou a ousar. MÃE? SIM MEU FILHO. SABE OUTRA COISA QUE VOCES FAZIAM QUE SEMPRE ME EXCITAVAM? NÃO MEU FILHO O QUE É? LEMBRA QUANDO VOCE FICAVA DE quatro E ELE BATIA EM SUA BUNDA? Meu filho estava se tornando taradinho igual ao pai. Sorri apenas e fui me levantando e fiquei de quatro. Ele começou a lamber a minha bunda e beijar ela passava a língua e mordia levemente meu clitóris, e a medida que ele ia enfiando a língua em minha buceta ela ia apertando e batendo em minha bunda, seus tapas era firmes e fortes, e me deixavam louca. A cada me tapa gritava. Até que percebendo que eu estava molhada novamente ele se posicionou atrás de mim, e enfiou o seu pau de uma única vez dentro de minha buceta aquilo me deixa louca, e foi enfiando e estocando aquele pau duro e quente dentro de mim, eu não sabia mais como expressar o meu prazer os meus gritos não saiam mais, tamanho era o prazer que eu estava sentindo ali. A cada estoca um tapa, era demais, eu estava gozando outra vez, quando eu senti sua porra invadir minha buceta, ele tirou seu pau e terminou de gozar em cima de minha bunda . Deitou exausto ao meu lado acariciou meu rosto e confidenciou, NUNCA ESTIVE COM UMA PUTA TAO BOA QUANTO A SENHORA MÃE. Sim, ele acabara de me chamar de puta, e eu fiquei excitada, queria ficar brava, mas nunca ninguém em toda minha vida me chamara de puta antes, foi demais para mim. ENTAO DE HOJE EM DIANTE, EU SEREI APENAS SUA PUTINHA, PORTANTO ME FAÇA UMA PUTA COMPLETA NÂO DEIXANDO NENHUM ORIFICIO MEU SEM QUE SEU PAUZÃO NÃO TENHA ENTRADO, MEU NENÊN ?! Então caí de boca novamente naquela tora enquanto imaginava ser enrabada novamente , coisa que meu marido só fez uma vez e eu fingi que doía muito, pois tentava mostrar que era virgem de dar o rabinho e não queria que ele notasse que há muito tempo meu sogro já tinha me iniciado nas delícias de ser brutalmente, mas com ternura enrabada!!E assim, com meu querido filhinho deitado eu comecei a sentar naquela tora maravilhosa, eu mesmo guiando para o meu anelzinho que piscava de ansiedade como quando minha boca procurou pela AQUELA CABEÇORRA!! Agora completava o círculo de ter os três homens da minha vida dentro de mim!! Aí realmente gozei como louca sentindo o pau de meu filho me enchendo o anus abundantemente de porra cremosa como fez o avó dele anos atrás e de como nasceu a nossa relação, baseada em prazer. Nunca conversamos sobre isso, no momento estamos apenas aproveitando essa nossa nova relação.

Deixe um comentário

CAPTCHA