Minha esposa queria transar com outro

Renata e Otávio são casados a seis anos, Otávio é conservador demais e sempre oprime Renata do jeito que pode, ela sente vontade de muitas coisas até que um dia vê uma entrevista sobre casais liberais e resolve partir para o tudo ou nada.

Renata: Otávio, eu quero experimentar sexo com outras pessoas.

Otávio: O que? Você está falando sério?

Ler mais

Minha esposa transou com o amigo dela na minha frente na pousada

Era uma tarde tranquila e eu e minha esposa passeávamos em Serrinha,e ela mal sabia que estava prestes a encontrar um amigo de quem ela gostava muito.e pra resumir passei de propósito pela rua onde eu tinha descoberto que ele havia aberto uma distribuidora de água e entrei na distribuidora com o pretexto de comprar água somente com intenção de providenciar um reencontro entre os dois,onde os dois ficaram surpresos e nem precisa dizer que rolou clima,e ao sair ,convido o amigo dela para ir na pousada onde estávamos hospedados pra tomar um vinho conosco,o que ele aceitou de pronto.preparamos tudo,e a essa altura minha esposa já estava a par das minhas intenções,na hora marcada o amigo dela chegou e começamos a tomar vinho e conversar, depois de um

Ler mais

Transei com meu chefe

Comecei a trabalhar em um grande escritório de advocacia, não era a minha área mas o ambiente era agradável e o salário era bom. Fui contratada pra ser secretária do filho do dono da empresa, nunca tinha visto ele mas já sabia que se tratava de um homem poderoso e intimidador. No dia que eu o conheci entendi o porque dos boatos….Ele era o homem mais terrivelmente lindo que eu ja tinha vistto, era alto, moreno, de uma postura de macho alfa ou algo do tipo e de um olhar tão decidido que me assustava. Um dia tivemos que ficar até tarde resolvendo umas coisas do trabalho e ele pediu que eu o ajudasse da sala dele. Ele estava sentado em minha frente e sua presença me deixava nervosa a ponto dele perceber minha inquietação.

Ler mais

Sou uma esposa bem putinha

Descobri que sou uma verdadeira puta, safada, desqualificada, quando se trata de sexo.
Meu maior prazer é trepar, trepar sem compromisso, sem amor, sem melindres, trepar apenas para satisfazer minha tara, meu desejo incontrolável de dar. Por isso, confesso que não sou muito de selecionar parceiros por classe social, cor, idade, etc., desde que o mesmo me inspire confiança. Aliás, o que mais adoro é trepar com homens rudes, grosseiros, chucros e taus. É que eles têm um desejo sexual muito maior e só querem mesmo é saber de meter. Já tem uns dois dias que o meu marido me contou que lá na empresa dele, tem uns motoristas de caminhão e que um deles entrou na sala dele na hora que ele tinha saído rapidamente pra ir ao banheiro. Acontece que por descuido ele

Ler mais

O dia que dei pro sogro da minha amiga

Isso me aconteceu há uns 8 anos, eu frequentava muito o sítio do sogro de uma amiga minha, íamos sempre em grupos de amigos, e passávamos todo o final de semana lá. Eu sempre havia reparado no sogro do minha amiga, ele era viúvo, tinha na época uns 52 anos, com ares de homem rústico, mas corpo sarado, barba por fazer, e isso sempre me atraiu nele, mas como já frequentava o sítio há anos, nunca imaginei que um homem daquele viria maldade em mim, e no auge dos meus 24 aninhos, ainda vestia alguns pudores. pois bem, isso aconteceu na nossa primeira noite

Ler mais

Como me tornei um Suggar Daddy

Hoje vou contar um segredo que mudou minha vida, principalmente a sexual. Sou um cara normal, perto dos 40, bem resolvido, solteiro. Tudo começou quando uma loirinha linda, 19 aninhos se mudou para o apartamento ao lado. Alta, algo próximo à 1,70, bem magrinha, estilo modelo, seios e bunda pequenos, mas do tamanho ideal para seu corpo, em suma, uma perfeição de beleza delicada. Universitária, recém vinda do interior, com os freqüentes encontros no elevador e corredor, começamos uma amizade. Aos poucos fomos ficando mais íntimos e comecei a perceber que ela ficava jogando charminho para mim para conseguir pequenos favores, uma carona aqui, uma ajuda ali, coisas pequenas, até que

Ler mais

Transando com a novinha da academia

Olá, meu nome é Carlos, tenho 28 anos. Sou negro, baiano, 25 anos, 1,80 m, casado, curto esportes e aventuras sexuais.

Comecei a frequentar uma academia de artes marciais, sempre tive vontade de fazer alguma luta e comecei a treinar muay thai. Com o passar do tempo tomei gosto. E passei a me enturmar com os outros alunos.

Em especial tinha uma menina que me chamava a atenção: uma negra com pele bem mais clara que a minha, baixinha e com uma senhora bunda… sempre observava ela treinar com a amiga. Mas ficava na minha. O seu nome? Fátima.

Ler mais

O filho gostoso da minha amiga me comeu

Hoje vou contar pra vocês sobre o dia que me vinguei do meu Maridinho que estava arrastando asinha para a cachorra que trabalhava com ele.
Naquele dia sai do trabalho já por volta de 19h e estava sem o carro… Eu e meu marido havíamos brigados feio, por conta de uma cachorra metida a gostosona que ele estava louquinho pra comer.
Fui caminhando pela calçada pensando longe e inconformada com tudo que eu havia descoberto nos últimos dias, me sentia traída duplamente, tendo em vista que felizmente ou infelizmente nós 03 trabalhávamos na mesma empresa e era muita ousadia dos 02.

Ler mais